Ich bin ein berliner


O momento que eu mais gostaria de ter presenciado ao vivo (Reuters)

Não tenho plena noção de quando foi que comecei a me interessar por história. Mas sei, com profunda convicção, que foi neste momento – provavelmente no auge dos meus 4-5 anos, envolvido pelas notícias que falavam do fim de um mundo como era conhecido e do surgimento de uma nova ordem – que a Alemanha “entrou” na minha vida. E, desde então, nunca houve um lugar que eu quisesse tanto conhecer como a capital germânica.

Entrou está entre aspas porque, nascido e morador de Novo Hamburgo, o ETHOS alemão sempre esteve presente. Não apenas pela colonização, que se não se faz notar tão fortemente nesta vilipendiada cidade, continua sendo parte integral e cultural de muitas famílias. A minha, que nem ao menos convivia com a linguagem, tinha muito do TEDESCO, continua e continuará tendo.

Sei que, desde a primeira vez que ouvi falar no Muro de Berlim, e no fato de que uma cidade era dividida entre dois países por uma parede, sempre tive enraizado o sonho de conhecer este lugar, desbravar tudo que pode ser visto na fronteira de 40 anos entre ocidente e oriente, entre capitalismo e bolchevismo. Foi por Berlim, pela Alemanha, que eu devorei um Almanaque Abril 1983 oito anos depois. E foi por isso que, no final das contas, eu escolhi ser jornalista.

Mais do que a história presente em cada esquina da cidade, e que faz parte da História que eu sempre fui apaixonado desde guri, me intrigam todos os fatores cruciais que levaram um país como a Alemanha a seguir o caminho que seguiu em 1933. É algo que sempre me torturou, de uma maneira até cruel as vezes, e fez com que eu fizesse uma frágil promessa pessoal: “estarei aí.”

Pois a hora de honrar minha palavra com o guri que eu fui aos 6 anos chegou. Em outubro, Berlim estará na minha mira. Antes disso, vou poder conhecer Paris, Amsterdam e, depois, Munique e Lisboa. Mas que eu nunca esqueça: se eu decidi gastar um dinheiro que não tenho, e planejar como um doido algo que poderia muito bem ser melhor aproveitado em outras épocas ou outros lugares, é por Berlim.

Estarei aí.

Chico Luz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s